Blog »

Última Atualização: 27/11/2012 às 13:18:39 por: mario
Planejamento Estratégico Pessoal
(* Leila Navarro)

Para elaborar este ‘manual' (abaixo), Leila Navarro reuniu todo o seu conhecimento e experiência, criando e aplicando este roteiro passo a passo na sua própria vida. Tudo o que está aqui exposto é perfeitamente aplicável e gerador de grande poder de conquista. Cresça pessoal e profissionalmente. Só depende de você! Comece já!

Tal como é desenvolvido nas empresas, o Planejamento Estratégico Pessoal deve ser uma preocupação de todo ser humano que compactua com o ideal de ser feliz, próspero e realizado. Esse material é somente contra-indicado para as pessoas que não acreditam em seu próprio potencial.

Aqui você vai descobrir como planejar o seu crescimento pessoal e profissional, conciliando os seus recursos com as oportunidades que o mundo lhe oferece. Querer vencer significa já ter percorrido metade do caminho para a vitória. As idéias são sempre importantes, mas é a ação que importa.

Se você quer fazer as coisas mudarem em sua vida, não espere mais. Porém, antes de qualquer outro passo é preciso fazer um rápido diagnóstico da sua postura em relação às coisas que te cercam.


Comece assinalando com um X as alternativas que estão mais próximas da sua situação atual.

□ Você se sente atordoado com tantas mudanças advindas da globalização e dos avanços tecnológicos?
□ Sente-se inseguro, ultrapassado e desencorajado para lutar pelos seus sonhos? Já não lembra mais quais são seus talentos e habilidades?
□ Está esperando passivamente sua empresa investir em você? Mas não sabe o que ela espera de você e nem em que você pode contribuir para o benefício da empresa?
□ Há muito tempo não recebe uma nova proposta de trabalho?
□ Você tem a impressão de que o mercado não sabe que você existe?
□ Hoje, exatamente neste momento, você não tem claro o que deseja da vida?
□ Deseja fazer algo que realmente mude a sua vida e lhe beneficie?

 

Resultado

Assinalando apenas uma das alternativas acima você já precisa rever seus conceitos e investir em si mesmo! Para isso é necessário criar condições favoráveis para que o Universo conspire em seu favor. Com o seu Planejamento Estratégico Pessoal você traçará o seu caminho ao encontro das oportunidades.

 

Veja então algumas condições essenciais para iniciar o seu planejamento:

1) Você precisa de, no mínimo, um dia para elaborar o seu Planejamento Estratégico Pessoal. Caso não seja o suficiente, não se preocupe com o tempo que você vai precisar. O importante é você não perder a essência do trabalho.

2) Nem pense em colocar todos os passos em prática conectado à rede. Tire uma cópia desse material e reserve um momento só para você, pois você precisará expor sua própria vida à você mesmo.

3) Tenha consciência de que o sucesso na vida depende unicamente da insistência da ação e planejá-la consome algum tempo, mas o resultado é altamente eficaz.

4) A sorte é o encontro do preparo com a oportunidade. Com o seu Planejamento Estratégico Pessoal elaborado, você estará seguramente preparado para as mais diversas circunstâncias.


Como elaborar seu Planejamento Estratégico Pessoal

PARTE I - Aquecimento

Saia para caminhar em um lugar tranqüilo e comece a pensar em seus talentos. Pense no que as pessoas percebem e comentam sobre você, como, por exemplo, em quais aspectos você recebe elogios com mais freqüência.

Procure lembrar de um momento ou uma época de sua vida em que as coisas iam muito bem. O que você estava realizando? Descubra quais são os seus talentos. Caso isso não esteja claro para você, detenha-se neste item. Se dê um tempo, viva intensamente, não economize experiências, pois só isto poderá lhe ajudar a perceber o seu talento. Esteja aberto e disponível para servir e aprender. Esse comportamento o ajudará na descoberta de seus atributos.

Você precisa ver claramente qual é a sua missão. Ao nascer cada pessoa recebe um talento e deve descobrir o que veio fazer neste mundo, com o(s) atributo(s) que recebeu. A serviço do que e de quem você está? Qual é a sua missão? Lembre-se de que toda missão deve estar alinhada na vida pessoal, profissional, social, familiar e espiritual. Mas, afinal, o que é missão?
Entenda o que é com o exemplo do jovem universitário.

Uma vez um jovem universitário me perguntou:
- Sinto que estou na hora de estudar, mas tive uma ótima oportunidade de trabalho, que me daria tudo que mais quero hoje em termos materiais, mas me afastaria do meu objetivo maior que é preparar-me para ser um cientista. Estou em dúvida. O você acha que eu deveria fazer?
Rapidamente eu respondi:
- Que maravilha! Vou resolver por você! Caso ocorra uma frustração, um arrependimento no futuro, você teria um responsável para acusar, não é? Só se tem dúvida quando não se sabe o que quer. Quando não se tem um objetivo estabelecido, uma missão. Este planeta oferece oportunidades em abundância e as escolhas é que vão fazer de você, exatamente isso: você!

Fazemos escolhas desde a hora que acordamos até a hora que acordamos de novo, porque até mesmo sonhando você escolhe. Então, vá com calma ... dê um tempo a você mesmo. Veja claro com sua luz interior aonde você quer chegar, o que você tem para fazer, qual é a sua parte e faça a sua escolha.


PARTE II - Você está pronto?

Se você ainda não estiver pronto, leia os capítulos 3 e 4, do livro "Talento para ser feliz". Caso contrário, vamos começar:

PASSO 1: Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo.
Faça, sem crítica, uma lista de tudo que você quer fazer, tudo que quer para a sua vida, aonde e como você quer estar daqui a seis meses, um, três, cinco, dez anos... Por mais absurdo e ridículo que possa parecer, escreva tudo e não se preocupe se as coisas que vêm à sua mente são realizáveis ou não.

PASSO 2: Pare de ficar com pena de si mesmo.
Evite pensamentos como "isto não vai dar certo", "isto não é para mim". Tenha sempre em mente que o seu Planejamento Estratégico Pessoal pode ser mudado sempre que necessário, com rapidez, sem burocracia, nem hierarquia, pois é você mesmo o protagonista do seu plano.

PASSO 3: Distancie-se de suas idéias.
Deixe esta lista descansar por algumas horas, desvie a sua atenção para outras atividades e não se preocupe com os itens que você relacionou. Algumas horas depois, retorne sua atenção à sua lista e aplique a fórmula SMART abaixo, ou seja, indique com cada um dos itens abaixo como você determina cada item da sua relação:

S - Específico (suas metas são claras e específicas?);
M - Mensurável (qual o tempo de duração ou espaço para que se concretizem?);
A - Atingível (são realizáveis?);
R - Relevante (são relevantes para você?);
T - Tangível (são tangíveis, concretas, reais?)

Por exemplo:
Você deseja ter um carro. Então, aplicando o SMART, você vai especificar o modelo, ano e marca. No passo seguinte você vai estimar em quanto tempo você pode ter o carro que deseja com as condições financeiras que tem. E assim sucessivamente, utilizando cada item da fórmula.

Além desses itens existe outro elemento importante que deve ser analisado. Suas metas são audaciosas?
Observação: Com estes conceitos você vai começar a organizar concretamente as suas idéias. Nessa etapa você pode descartar o que não se enquadra no SMART e colocará em ordem o que possivelmente ficará no seu planejamento.

PASSO 4: Determine tempo às suas metas.
Você descreveu suas metas e deve separá-las por períodos de curto, médio e longo prazos.
Agora é necessário que você alinhe as idéias entre si. Para isso é necessário analisar se cada meta tem coerência e interdependência entre si. As metas de curto prazo devem estar de acordo com as de médio prazo e assim por diante. Para chegar à essa conclusão é preciso ter em foco o objetivo maior, a sua missão. Não há problema se você misturar metas profissionais com pessoais, as físicas com as espirituais, desde que se saiba diferenciar a prioridade da importância.

PASSO 5: Determine a sua ação.
Nessa etapa você precisa detalhar qual deverá ser a sua ação para concretizar a meta. Quando se faz um registro das metas a serem alcançadas, aumenta-se em 60% a chance de realização. Não seja perfeccionista. Conforme for analisando as suas metas poderá perceber que deve voltar ao PASSO 3 e aplicar melhor o SMART; que alguns itens não têm relevância em sua vida; que algumas das metas poderão atrasar o andamento das outras, enfim, você vai perceber melhor todos os itens que descreveu no início deste trabalho.

PASSO 6: Descreva sua situação atual.
Aqui você deve estabelecer qual será o seu ponto de partida. Analise sem medo a sua situação financeira, o seu estado emocional, a sua opinião sobre si mesmo e a opinião das pessoas que o cercam. Essa etapa o ajudará a constatar como está o seu ibope na sua própria história. Para garantir o resultado dessa análise vamos responder sim ou não às seguintes questões:

 Nos últimos meses você tem sido convidado para ir a festas, churrascos, etc?
 Os seus amigos solicitam a sua presença?
 A sua família conta com a sua presença nas mais variadas circunstâncias?
 O pessoal do clube tem reclamado a sua falta nas reuniões, jogos, encontros?
 Na sua vida profissional você tem sido assediado pelo concorrente?
 Tem recebido convite para ser sócio de alguma iniciativa privada?
 Tem sido convidado para participar de palestras, cursos, rodas de negócios e bate-papos?
 E você com você mesmo? Quando te perguntam como você vai, você só lembra de coisas boas e quer dividir com as pessoas que o cercam?

Resultado
Se respondeu NÃO à maioria das questões acima, o seu ibope está baixo e você está precisando de uma operação de emergência na sua vida. Caso contrário, sempre há como melhorar a audiência e elevar a sua imagem.

PASSO 7: Faça uma pesquisa de mercado.
Baseado em tudo o que você descreveu até agora, pense nos obstáculos. O que pode impedi-lo de alcançar as metas propostas? Tempo, dinheiro, capacitação, experiência. Você pode perceber que ainda é necessário voltar ao PASSO 3, para eliminar o que não é concreto e deixar o seu Planejamento Estratégico mais claro, palpável e realizável.

PASSO 8: Descreva como alcançará suas metas.
Questione-se quais os procedimentos que você irá utilizar, qual a metodologia, quais as informações necessárias, qual o investimento financeiro, contatos, matéria-prima, acessórios, enfim, relacione todas as possibilidades.

PASSO 9: Elabore o seu Plano de Marketing.
Tal como falamos no início, todo ser humano dever ter o seu Planejamento Estratégico Pessoal e, inevitavelmente, isso inclui a elaboração do Plano de Marketing Pessoal. Nesta etapa do trabalho você deve fazer questionamentos como: Quem poderá me ajudar? Quais os contatos que tenho? Quais os contatos que preciso fazer? O que posso oferecer para obter ajuda? Quais as pessoas que você gostaria de envolver? O que elas podem fazer?
Questione-se o mais profundamente possível, lembrando sempre da "Lei da Compensação", com a qual todos dão algo desde que lhe seja relevante (por dinheiro, por intercâmbio, por amizade, por prazer, etc.)

PASSO 10 : Passe a limpo tudo o que definiu até aqui.
Certamente nesta etapa você já tem determinadas todas as suas metas, ações e prazos para a conquista de seus objetivos. Este planejamento deve ser mantido ao seu alcance. Analise-o de tempos em tempos e coloque em prática tudo o que determinou. Porém, não esqueça que ter flexibilidade é importantíssimo e que onde você não tiver sucesso, certamente terá aprendizado.

PASSO 11: Avalie os resultados.
Tenha sempre em mente o que você vai fazer nesta semana, na próxima, no mês que vem. É necessário que você reveja o seu Plano de Ação periodicamente e avalie os resultados parciais, as oportunidades que surgiram, as prioridades, sempre com vistas no seu objetivo.

Siga os passos um a um e, seguramente, encontrará a chave para o sucesso e a porta para atingir suas metas, realizar seus sonhos e cumprir sua missão.

Parabéns! Agora você tem, concretamente, um Planejamento Estratégico Pessoal.

* Leila Navarro é Especialista em Medicina Comportamental (UNIFESP), empresária, conferencista, autora de 13 livros, Conselheira da Business Professional Woman (BPW/SP), colaboradora acadêmica na ESADE Business School (Espanha), e Professora Convidada da Universidade de Barcelona.

* MÁRIO HEINEN é psicólogo, pós-graduado em Administração de RH, Dinâmica de Grupo e em Gestão da Qualidade para o Meio Ambiente. Consultor de organizações em Desenvolvimento Humano e Organizacional, RH, Endomarketing, T&D, Qualidade Total, Gestão Ambiental e 'Eco Training'. Coach Profissional (ABRACOACHING). Ex-professor da UFRGS (Administração), da ULBRA (Psicologia), e ex-Diretor da FAJERS. Sócio Diretor da HEINEN - Parceria em Recursos Humanos.

 

Compartilhar:

 

< Voltar           Imprimir

Ir à página inicial Notícias Sobre Ecotraining Serviços Parcerias Contato