Blog »

Última Atualização: 05/01/2016 às 11:13:19 por: mario

COMO SERÁ O MERCADO DE TRABALHO NO FUTURO?
(* Simone Marques)

Confira quais serão as profissões mais valorizadas
no mercado de trabalho na próxima década.

O mundo está passando atualmente por modificações importantes em várias áreas estruturais que deverão influenciar muito a vida de quem procura trabalho nos próximos dez anos. É um período de tempo que parece, à primeira vista, longo; porém, as tecnologias de de informação e comunicação trouxeram mobilidade e velocidade, e com isso o tempo diário parece ter encolhido: uma década passa em um piscar de olhos.
Em 2020, o panorama do mercado de trabalho no Brasil e no mundo será outro, e é importante estar preparado, desde já, para o que vem por aí, ou você corre o risco de ficar para trás.
Atualização técnica para quem já está no mercado é fundamental. Para quem ainda está em busca de seu lugar ao sol, vale saber o que será valorizado daqui a algum tempo. Para mapear esse futuro próximo, pesquisas importantes estão sendo realizadas neste momento. Aqui destacamos dois destes estudos no cenário nacional. Saiba o que vem por aí, e prepare-se para o sucesso!

Os novos especialistas do Brasil

As áreas profissionais que mais serão valorizadas nos próximos anos e o surgimento de novas profissões foram analisados em um estudo do Programa de Estudos Futuro (Profuturo), da Fundação de Instituto de Administração (FIA). A pesquisa foi publicada na Revista de Administração e Inovação de julho/setembro de 2010 em artigo de James Terence Coulter Wright, Antonio Thiago Benedete Silva e Renata Giovinazzo Spers, pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), na área da Administração. Foram entrevistados 112 especialistas de diversas áreas. Na pesquisa, foram identificadas as profissões que estarão em alta no mercado e as cinco áreas que estarão em evidência por causa delas.

Veja a seguir as áreas mais valorizadas no futuro e as carreiras nas quais você pode apostar.

1. Meio ambiente e sustentabilidade: Engenharia Ambiental, Engenharia Agronômica, Engenharia de Alimentos e Engenharia de Materiais.

2. Globalização: Relações Internacionais, Administração de Empresas, Direito e Economia.

3. Qualidade de Vida: Lazer e Turismo, Psicologia e Educação Física.

4. Virtualização e tecnologias: Administração de Empresas e Engenharia da Computação.

5. Envelhecimento da população: Farmácia-Bioquímica e Enfermagem.


As 5 novas profissões que vão surgir na próxima década

O estudo do Profuturo também elencou o surgimento de novas profissões nos próximos dez anos. Entre estas atividades, veja quais são as cinco principais:

1. Gerente de ecorrelações: O meio ambiente, a ecologia e a sustentabilidade são setores de tendência absoluta. Porém, o profissional não será um ambientalista instalado dentro de uma grande corporação, mas um empreendedor. Ele deverá enxergar as questões sustentáveis como parte de um negócio, integrando políticas de sustentabilidade ao dia a dia das empresas sempre de olho no retorno financeiro. O gerente de ecorrelações deve possuir conhecimentos de Direito, Marketing, Políticas Governamentais e Diplomacia, além de MBA em Gestão Ambiental.

2. Chief innovation officer: este profissional é um gerente executivo de inovação. Sua função é procurar implantar ações de inovação para melhorar a produtividade da empresa. Seu status é de diretor ou até de vice-presidente e sua meta é identificar ideias que possam ser relevantes ao desenvolvimento da organização para a qual trabalha. Deverá acompanhar a execução da proposta de inovação desde a sua concepção até que ela se torne realidade.

3. Gerente de marketing e e-commerce: vinculado à tecnologia e às plataformas digitais, esta é uma carreira totalmente voltada para o relacionamento com clientes de forma abrangente, por conta da importância cada vez maior das vendas virtuais e da ampliação da mobilidade da comunicação. Áreas de conhecimento de especialização: Marketing, Cultura e Mídias Digitais e Redes Sociais e Desenvolvimento de Aplicações para Dispositivos Móveis.

4. Conselheiro de aposentadoria: acredite, esta é uma das carreiras que tende a ter maior demanda no futuro. A expectativa de vida das pessoas está aumentando, e os aposentados são um alvo de mercado em potencial para diversas áreas. Este profissional, por exemplo, vai preparar os trabalhadores que se aposentarão aos 50 a 60 anos, mas que estão no auge da capacidade profissional, podendo exercer novas atividades. Ele também vai orientar os clientes sobre investimentos e previdência. É preciso estar preparado para dominar assuntos como finanças, empreendedorismo, gestão de pessoas, planos de saúde, cálculos atuariais, práticas culturais e serviços previdenciários, além de gostar de lidar com pessoas. Uma especialização em Gestão do Social pode fazer diferença.

5. Midiólogo: a informação em hiperescala de hoje vai ser ainda mais intensa em dez anos. Este profissional precisa reunir muitas habilidades e estudar disciplinas relativas à mídia, tanto na área de conteúdo - cuja qualidade e exclusividade ganham mais espaço - quanto ao próprio veículo de comunicação. Ele usa a linguagem como método de transmissão de informação. Seu trabalho consiste em produzir conteúdo para mídias em diferentes suportes como áudio, vídeo, fotografia e websites. Um curso de formação complementar à graduação em Comunicação, na área de Convergência de Mídias, pode ser fundamental a este profissional.
A lista completa do Profuturo inclui ainda profissões ligadas à agroecologia, engenharia de energias, capacitação para o exercício de atividades para competições esportivas, gestão de resíduos e ciências atuariais.

As atividades do amanhã

O Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares (IEAT) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) mapeou uma lista com 80 profissões do futuro, buscando traçar ainda o perfil desses profissionais a partir de estudos das tendências de mercado e de entrevistas com pesquisadores e professores de várias áreas. Confira a seguir as profissões mais promissoras no futuro reveladas nesta pesquisa.

Gestor de resíduos: A crescente produção humana de lixo comum ou lixo de difícil eliminação, como o radioativo, torna-se um problema cada vez mais presente no mundo. Oferecer soluções para o tratamento adequado a resíduos é um nicho de mercado que terá grande demanda nos próximos anos. Um MBA em Sustentabilidade é essencial a este profissional.

Nanotecnólogo: a nanotecnologia é um campo com enorme potencial. Profissionais que sejam capazes de projetar microrrobôs para as mais diversas finalidades, de explorações geológicas a operações no corpo humano, ou nanocirurgiões, que saibam operar nanorrobôs para realizar intervenções cirúrgicas, serão profissionais valiosos. Para tanto, vale a pena apostar em uma especialização nas áreas de Gestão da Tecnologia da Informação, Computação ou ainda uma formação complementar em Qualificação de Software.

Especialista em ética: a ética é invocada com força atualmente, pois envolve a discussão sobre uma série de questões contemporâneas em áreas como meio ambiente, biologia e medicina. Exige-se uma ampla formação humana deste profissional. Comece com um doutorado em Filosofia voltado às questões éticas.

Outras profissões que se destacaram no estudo são a de tradutor cultural, cientista socioambiental, especialista em desastres e epidemias contemporâneas, gestor de cidades e organizador de dados.

* Simone Marques - ‘Pense Empregos' - UNISINOS.

MÁRIO HEINEN é psicólogo, pós-graduado em Administração de RH, Dinâmica de Grupo e em Gestão da Qualidade para o Meio Ambiente. Consultor de pessoas e organizações em Desenvolvimento Humano & Organizacional: RH, CI/Endomarketing, T&D, Qualidade Total, Diagnóstico e Planejamento, 'Coaching', e 'Eco Training'. Ex-professor da UFRGS (Administração), da ULBRA (Psicologia), e ex-Diretor da FAJERS. Sócio Diretor da HEINEN - Parceria em Recursos Humanos.

Compartilhar:

 

< Voltar           Imprimir

Ir à página inicial Notícias Sobre Ecotraining Serviços Parcerias Contato