Blog »

'SE VOCÊ PUDESSE VER A ENERGIA DAS PESSOAS, NÃO SE RELACIONARIA COM QUALQUER UM' é o tema em destaque no TEXTO DA TERÇA dessa semana...!

Última Atualização: 27/04/2020 às 13:46:37 por: mario
SE VOCÊ PUDESSE VER A ENERGIA DAS PESSOAS,
NÃO SE RELACIONARIA COM QUALQUER UM

(*) Ana Almeida

Você sabe que as companhias fazem a energia na qual estamos inseridos, não sabe? Quando nos relacionamos com gente de bons hábitos, feliz, que não possui inveja nem desprezo, e cultiva bons sentimentos internos, nos sentimos mais leves, tranquilos e felizes.

Mas o contrário também acontece quando nos relacionamos com quem enxerga problema em tudo, reclama o tempo inteiro, transforma tudo numa tempestade... e que também sente inveja dos outros, perde tempo compartilhando más ideias e fazendo fofocas maldosas. Todas essas coisas também nos atingem, e atingem feio. Nossa vida se torna mais pesada, arrastada na companhia dessas pessoas.

Por isso, ser seletivo é importante. Não por questão de beleza, mas sim por questão de energia.

É bom que você se relacione com quem lhe faz bem. Procure a companhia de pessoas que te tratem com cortesia, respeito, e que te admirem! Que são felizes, alegres, que valorizam as amizades e pessoas ao redor delas. Preste atenção em como ela trata as pessoas além de você! A energia não pode ser vista, mas se pudesse, ela mostraria mais sobre nós do que imaginamos.

OS SENSITIVOS E A ENERGIA RUIM

Sensitivos são pessoas que tem maior facilidade de sentir as energias das pessoas e dos lugares, expressando mais intensamente essas emoções. A psicóloga Dra. Elaine Aron, em 1991, afirmou o conceito através de estudos que apontaram que 15 a 30% da população apresenta essa sensibilidade mais aflorada.

Ser sensitivo é visto, muitas vezes, como algo positivo. Pessoas assim costumam ser bons ouvintes e darem bons conselhos, são prestativos e atenciosos. No entanto, nem tudo são flores: ser sensitivo faz com que a pessoa não consiga fugir de ter que lidar com falsos e mentirosos, coisa que um não-sensitivo consegue ignorar. E quando eles tem que entrar em contato com pessoas e ambientes ruins, acabam sofrendo o efeito "esponja": absorvem tudo que o outro acaba lhe passando.

Por isso sensitivos não gostam de ter contato com mentirosos e falsos. Lidar com hipocrisia e falsidade, para um sensitivo, é uma tortura. Sentem-se cansados, com energia drenada, cabeça pesada e às vezes até dores acabam por ter.

NEM TODOS TEM O "PODER" DO SENSITIVO

Sensitivos são ótimos em saber quando estão lidando com ambiente tóxico, mas nem todo mundo é sensitivo. Às vezes não sabemos por que tudo anda tão ruim na vida da gente... mas se percebêssemos nossas relações, entenderíamos um pouco mais. Claro que não podemos responsabilizar as pessoas por tudo o que acontece conosco, mas podemos cuidar e ter mais responsabilidade com nós mesmos a partir do momento que selecionamos melhor nossos relacionamentos.

Afinal, se você pudesse enxergar a energia de uma pessoa,
não se relacionaria com qualquer uma.

(*) Ana Almeida - artigo postado no site educadoreslive.com, com texto baseado em artigo de Jhone Remidf (no site lucas10.com) .

MÁRIO HEINEN: psicólogo, pós-graduado em Administração de RH, Dinâmica de Grupo e em Gestão da Qualidade para o Meio Ambiente. Consultor de pessoas e de organizações em Desenvolvimento Humano & Organizacional: Gestão de Pessoas/RH, Pesquisa/Diagnóstico Organizacional e de Comunicação Interna, T&D, Planejamento Estratégico, Excelência em Serviços e no Atendimento ao Cliente, 'Eco Training', 'Coaching' (ABRACOACHING); Palestrante, Instrutor de Treinamentos e Educador Experiencial. Ex-professor da UFRGS (Escola de Administração), da ULBRA (Psicologia), e ex-Diretor da FAJERS. Sócio Diretor da HEINEN - Parceria em Recursos Humanos. Psicoterapeuta, Bombeiro Voluntário, Chef de Cozinha e Embaixador da Jr. Achievement/RS.

 

Compartilhar:

 

< Voltar           Imprimir

Ir à página inicial Notícias Sobre Ecotraining Serviços Parcerias Contato