Blog »

SISTEMA 'B': MOVIMENTO DE 'EMPRESAS DO BEM' CHEGA AO BRASIL é o tema desta semana no TEXTO DA TERÇA...!

Última Atualização: 26/12/2018 às 11:36:30 por: mario
Sistema B: movimento de 'empresas do bem' chega ao Brasil (*)

Você já ouviu falar no Sistema B? Criada nos Estados Unidos, a iniciativa tem o objetivo de apoiar e certificar as empresas que criam produtos e serviços voltados para resolver problemas socioambientais. O braço nacional dessa ação foi lançado na última semana de outubro, em São Paulo, com foco nos empreendedores interessados em mostrar o real impacto social e ambiental de seus negócios.

"Evoluímos de um modelo focado em bons produtos para o de boas empresas. O empreendedor é o motor dessa grande mudança", afirmou Jay Coen, um dos fundadores do Sistema B, na abertura do evento de apresentação. "Nos Estados Unidos, temos 60 milhões de consumidores responsáveis e US$ 3,7 trilhões de fundos focados em empresas de impacto socioambiental."

O Sistema B chega ao Brasil pelas mãos do grupo carioca CDI, especializado em tecnologias para capacitar jovens de baixa renda. Para liderar a empreitada, o CDI fechou parcerias com a Fundação BMW, o Instituto de Cidadania Empresarial e o Instituto Arapyaú.

"Em todo o mundo, 855 negócios de 28 países têm o selo de empresa B."

Eles atuarão em duas frentes: a primeira é fazer a ponte entre os empreendedores brasileiros e a certificadora americana B Lab, e a segunda, fomentar a comunidade de empresas B no país, ao reunir empreendedores, investidores, acadêmicos e até políticos. "Queremos fortalecer o ecossistema de negócios de impacto no Brasil", afirmou Marcel Fukayama, 29 anos, CEO do CDI. A meta, segundo ele, é ter 15 certificadas até o final do ano e realizar um grande evento global em março de 2015."

Em seis meses, o CDI mapeou 130 empresas com potencial para serem certificadas no país. Até agora, sete já têm o selo do B Lab: CDI Lan, Ouro Verde Amazônia, Plano CDE, Abramar, Aoka, Maria Farinha Filmes e Kapa+. Em todo o mundo, 855 negócios de 28 países têm o selo de empresa B.

A certificação de uma empresa B leva em conta o impacto que ela causa na economia, no ambiente e como ela se relaciona com seus funcionários e com a comunidade a seu redor. Em uma pontuação de 0 a 200 pontos, ganha o selo quem atinge ao menos 80 pontos.

O processo é realizado nos Estados Unidos e auditado pela Deloitte. Qualquer empresa pode participar - 80% das certificadas em todo o mundo são negócios de pequeno e médio porte, segundo Fukayama.

A certificação vale por dois anos, e seu custo varia de acordo com o faturamento. Empreendedores que têm receita anual de até US$ 1 milhão, por exemplo, pagam US$ 500. No site, dá para fazer uma avaliação gratuita do impacto socioambiental.

"As empresas podem e devem ser agentes de mudança, mas é preciso mudar também os valores que permeiam a sociedade"
Guilherme Leal, presidente da Natura

 

Solução de negócio

"Não dá para ter uma empresa bem-sucedida em uma sociedade problemática. Por isso, precisamos multiplicar os empreendedores sociais, que veem em cada desafio social e ambiental uma solução de negócio", destacou Guilherme Leal, presidente do conselho da Natura, em sua apresentação.

Depois de receber o selo, a empresa assina um termo de compromisso e altera seu estatuto para reforçar o compromisso em considerar o impacto socioambiental de suas operações antes de tomar decisões estratégicas. Quem descumpre esse termo perde a certificação, pois não pode renová-la ao final dos dois anos de validade.

 

(*) Artigo publicado por EcoDesenvolvimento.org, sob Licença Creative Commons. Fonte e link ativo do Portal EcoD: http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/novembro/sistema-b-movimento-de-empresas-do-bem-chega-ao#ixzz5ZKmOwXui

MÁRIO HEINEN é psicólogo, pós-graduado em Administração de RH, Dinâmica de Grupo e em Gestão da Qualidade para o Meio Ambiente. Consultor de pessoas e de organizações em Desenvolvimento Humano & Organizacional: Gestão de Pessoas/RH, Pesquisa/Diagnóstico Organizacional e de Comunicação Interna/Endomarketing, T&D, Planejamento Estratégico, Qualidade Total, Excelência em Serviços, 'Eco Training', 'Coaching' (ABRACOACHING); Palestrante, Instrutor de Treinamentos e Educador Experencial. Ex-professor da UFRGS (Escola de Administração), da ULBRA (Psicologia), e ex-Diretor da FAJERS. Sócio Diretor da HEINEN - Parceria em Recursos Humanos. Empresário, Chef de Cozinha e Bombeiro Voluntário.

Compartilhar:

 

< Voltar           Imprimir

Ir à página inicial Notícias Sobre Ecotraining Serviços Parcerias Contato